Início Notícias CPQD firma parceria com a Green Eletron para instalação de ponto de...

CPQD firma parceria com a Green Eletron para instalação de ponto de coleta de lixo eletrônico

Campinas, maio de 2021 – O CPQD firmou parceria com a Green Eletron, gestora para logística reversa de equipamentos eletroeletrônicos, que já instalou um ponto fixo de coleta desses produtos no Pólis de Tecnologia, em Campinas. O ponto de entrega voluntária (PEV) da Green Eletron ficará disponível o ano todo para que os colaboradores do CPQD e das outras empresas instaladas no Pólis possam descartar seus equipamentos eletrônicos e pilhas usados – que, dessa forma, terão tratamento ambientalmente adequado.

Rubens Maeda, gerente do Pólis de Tecnologia, lembra que, desde 2003, o CPQD é certificado na norma ISO 14001 – atualmente na versão 2015 -, que especifica os requisitos de um sistema de Gestão Ambiental. Além disso, há cerca de dez anos, a organização realiza campanhas anuais de coleta de lixo eletrônico entre seus colaboradores. Em 2020, por exemplo, a campanha foi realizada em agosto e durou uma semana, durante a qual recebeu um total de 2.840 quilos de equipamentos descartados, que tiveram destinação adequada por intermédio de um parceiro nessa área – a empresa Brasil Reverso.

“Com o acordo com a Green Eletron, o objetivo é tornar essa coleta permanente, facilitando o descarte de lixo eletrônico e de pilhas usadas por parte das pessoas que trabalham no Pólis”, afirma Maeda. Ele ressalva que, nesse caso, a parceria tem como foco específico os equipamentos eletrônicos e pilhas descartados por pessoas físicas. “O lixo eletrônico do CPQD continuará sendo coletado pela Brasil Reverso, que já realiza essa atividade de acordo com as normas e práticas de gestão ambiental estabelecidas para empresas”, acrescenta.

Fundada em 2016 pela Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), a Green Eletron tem como proposta criar um sistema coletivo para operacionalizar a logística reversa de produtos eletroeletrônicos no fim da vida útil, evitando que eles sejam descartados em aterros sanitários ou lixões – provocando impactos negativos ao meio ambiente.

Assessoria de Imprensa